Azul pode comprar a Latam Brasil, seria a formação da Lazul?
21/07/2020 Comentarios 0 304 Visualizacoes

Azul pode comprar a Latam Brasil, seria a formação da Lazul?

Vem aí a Lazul … Brincadeiras à parte, esta semana o Banco de Investimentos Bradesco BBI divulgou uma nota em relação ao grupo Latam.

Neste comunicado analistas financeiros deram um parecer sobre os problemas financeiros vividos pela empresa nos últimos dias, algo que se agravou com os efeitos que a pandemia causou ao setor aéreo em geral.

Uma solução interessante para a Latam Brasil, seria a sua venda para a Azul Linhas aéreas.

Mas dificilmente veremos uma Lazul por aí. As companhias aéreas podem até incorporar parte dos seus negócios, mas uma fusão completa não deve agradar os acionistas.

Outro ponto que trás dificuldades para essa fusão, seria o fato da Latam Brasil estar em processo de recuperação judicial, onde a Azul deveria assumir os riscos da nova empresa.

Business

A BBI informou que uma solução bem provável seja reunir R$ 10 bilhões e comprar a Latam Brasil, emitindo cerca de 430 milhões de ações com um preço em torno de R$ 23.

Só assim o fundador da Azul, David Neeleman, continuaria com 67% das ações e teria o comando e boa gestão que vem fazendo nos últimos anos.

Latam Brasil não vem apresentando bom desempenho

A fusão da LAN e TAM, que por sinal está prestes a completar 10 anos, criou o maior grupo aéreo da América Latina, mas no Brasil especificamente os anos mostraram que o setor vem sendo mais favorável para a Gol e Azul, seus principais concorrentes.

Um dos erros foi mudar o foco para viajantes mais exigentes, perdendo espaço para preços populares da Gol e Azul, que acabaram “abraçando” grande fatia do mercado brasileiro.

Ficar no Brasil é uma estratégia de ouro

Ninguém quer perder a grande fatia que o Brasil oferece para as companhias aéreas, nem mesmo o Grupo Latam.

Mesmo com os problemas no país, ficar por aqui de alguma forma seria interessante e a possibilidade de venda, passando parte das responsabilidades pode ser muito interessante.

Depois de uma provável venda, o grupo Latam poderia explorar o compartilhamento de voos entre elas.

Estima-se que somente o arrendamento das aeronaves já seria suficiente para arrecadar 10 bilhões de reais para o grupo.

Delta e United na jogada

As parceiras administrativas da Azul e Latam, a Delta e United, também devem colocar na negociação as suas exigências. Pode ser que isso afete o antitruste e seja necessário que Neeleman fique como minoritário na empresa.

Outro ponto que não agradaria aos parceiros é o fato das dívidas líquidas somarem neste ano mais de US$ 13 bilhões.

Por isso que uma fusão seria pouco provável.

Algo que agradaria a todos seria uma reestruturação na Latam Brasil, independente da venda ou não para a Azul.

Passagens Aéreas CVC 2021!

O que é preciso levar em consideração

Uma futura negociação entre ambas as companhias aéreas precisa trazer vantagens para ambas, principalmente para a Azul, que até então vem crescendo todos os anos e estaria assumindo o risco da Latam Brasil.

Outro ponto é a Latam continuar suas operações na Colômbia, Peru, Chile, Equador, Paraguai, Uruguai e outros mercados latinos, inclusive o próprio Brasil.

Até que ponto isso trás vantagens para a Azul?

O certo é que um possível fim da Latam no mercado nacional, diminuiria a concorrência e a tendência é que o preço das passagens aéreas subam uma grande porcentagem.

O mais interessante para este caso seria o compartilhamento de voos entre Azul e Latam, gerando uma forte concorrência para a Gol e por consequência equilibrando os preços dos voos por aqui.

Relatório Bradesco sobre fusão da Latam e Azul

Para quem quiser conhecer todos os detalhes do relatório oficial do Bradesco sobre uma possível fusão da Latam Brasil e Azul, acesse:

Bradesco BBI

Anterior Rota do Chocolate em 2021 - Promoção de Viagem para Gramado
Proximo Voos Latam para janeiro 2021 com preços abaixo dos R$ 170

Sobre o autor

Wes
Wes 1059 postagens

Blogueiro, apaixonado por viagens! Melhores promoções Latam, Gol, Azul, Avianca, CVC, Decolar, Submarino Viagens, HURB e outras empresas de turismo.

Veja todos os artigos deste autor →

Voce provavelmente vai gostar

Dicas e Noticias Aereas 0 Comentarios

ANAC autoriza cobrança por bagagem despachada

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) nesta última terça feira (13 de dezembro 2016) aprovou algumas novas regras em relação as bagagens transportadas pelas companhias aéreas brasileiras. Entre as… Leia mais

Dicas e Noticias Aereas 2 Comentarios

TAM agora permite check in com 1 ano de antecedência

A companhia aérea TAM está revolucionando o Check in, e o que na maioria das empresas só é permitido com no máximo 72 horas de antecedência, agora pode ser realizado… Leia mais

Dicas e Noticias Aereas 0 Comentarios

Hotéis Nacionais e Internacionais para a Páscoa

Nesta páscoa  que ocorre no dia 27 de março, juntamente com o feriado de Sexta Feira Santa no dia 25 de março, você já tem onde se hospedar? Hoje estaremos… Leia mais

Dicas e Noticias Aereas 0 Comentarios

Google Flights – Buscador Google de passagens aereas promocionais

Um dia o Google vai dominar o mundo online pode ter certeza. Agora a empresa está também no mundo das viagens com a criação do Google Flights, que promete ser… Leia mais

Dicas e Noticias Aereas 0 Comentarios

VIVO Valoriza, transferência de pontos para o Multiplus

A Multiplus e a Vivo estão com uma ótima novidade para seus clientes. Quem faz parte do programa de fidelidade Vivo Valoriza, agora poderá realizar a transferência de seus pontos… Leia mais

Dicas e Noticias Aereas 1 Comentario

A partir de 2021 brasileiros precisarão de autorização para entrar na Europa

No último dia 05 de julho de 2018, o Parlamento Europeu aprovou um novo sistema de autorização de viagens para os turistas provenientes de países dos quais não são exigidos… Leia mais

0 Comentarios

Nenhum comentario aqui!

Voce pode ser o primeiro a comentar este post!

Escreva uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.